A CORRIDA PARA UMA VAGA NA ASSEMBLÉIA E AS PESQUISAS ELEITORAIS EM SERGIPE

 
Em Sergipe 91,3% dos ouvidos pelo Dataform disseram: Não Soube/Não Respondeu, Nulo/Branco e Indeciso. Tem muito chão pela frente e a corrida vai começar para valer depois das convenções partidárias.
 
As pesquisas eleitorais tem sido um termômetro para que os candidatos aos cargos eletivos tenham noção de como estão sendo vistos pelo eleitorado. Obviamente, pontual primeiro quem sai na frente, gastando rios de dinheiro em pré-campanhas. No entanto, a coisa muda de figura quando o candidato ou candidatos concorrentes colocam o pé na estrada.
 
Vale lembra que, na eleição para governador da Bahia, Rui Costa tinha apenas 10% das intenções de votos, mas virou o jogo quando iniciou a sua campanha, sendo eleito com uma expressiva votação. Imagina em Sergipe, em que 91,3% dos ouvidos pelo Dataform disseram Não Soube/Não Respondeu, Nulo/Branco e Indeciso.
 
A pré-candidata da situação, Valdiná Almeida, não criou nenhum programa de rádio voltado para uma pré-campanha, além de não andar dando entrevistas quase os dias, como faz o seu principal adversário. Mesmo assim, deixou a oposição de cabelo em pé ao empatar em uma pesquisa, sem ao menos dizer que era pré-candidata. Para ela, a corrida ainda vai começar. A campanha de Diná será  respeitosa, direcionada às pessoas de bem, principalmente a mulher sergipana.

Deixe seu seu comentário

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER