A pandemia expõe a falácia do minarquismo e mostra a importância de um Estado forte

O conceito do Estado mínimo prega que em uma economia é necessário que o peso do setor público seja mínimo, quando comparado ao setor privado; também conhecido como Estado Liberal. Resumindo, o minarquismo é um Estado governado por ricos, para ricos, privilegia bancos e o sistema financeiro. É exatamente isso que a extrema direita brasileira está tentando impor, com o aniquilamento do Estado social implantando pela esquerda e privatizando tudo que é estatal.

No entanto, o nosso país é extremamente desigual e depende substancialmente das ações do Estado, principalmente nas regiões Norte e Nordeste; portanto, o Estado mínimo no Brasil é uma falácia e tem suas falhas de mercado que é sempre socorrido com dinheiro público para salvar os ricos. A ideia de Estado mínimo é contrária ao Estado de Bem-estar Social; a pandemia do Coronavírus colocou em cheque até mesmo para os países de primeiro mundo, como os Estados Unidos e a Europa. A China não teria controlado a transmissão da doença se não fosse força de um Estado socialista.