Ciro perde a importância em uma frente ampla de esquerda

Está na hora da esquerda criar uma frente ampla com partidos “sangue puro” e jogar Ciro Gomes para escanteio. Só assim, os jovens acreditarão que ainda existem partidos que estão ao lado do povo e escolher de que lado estarão.

Ciro Gomes poderia ter ajudado o país a se livrar do bolsonarismo em 2018. Ele sabia do potencial e as qualificações de cada um dos candidatos; conhecedor do passado do candidato de direita, preferiu fugir da sua responsabilidade.

A sua viagem a Paris no momento que o país mais precisou dele, teve um único objetivo; contribuir com a vitória de Bolsonaro. Provou ser mais um demagogo de direita. Questionado sobre a sua viagem, alegou  que viajou a Paris para não explicar por que não faz campanha com os “marginais do PT”

Foi uma estratégia maquiavélica para tentar voltar como mais um “salvador da pátria”. Fernando Henrique já confessou está arrependendo por não ter votado em Haddad, mas Ciro não demostrou nenhum arrependimento e continua tentado dividir a esquerda para sair como candidato de direita.

Como um fantasma, Queiroz sai das sombras para assustar Bolsonaro

Fabrício Queiroz sai das sombras  neste domingo para mandar um recado para Bolsonaro. No Facebook, escreveu: “Minha metralhadora tá cheia de balas” O homem de confiança do presidente, nos tempos…

Joice Hasselmann pode ter sido dopada antes das agressões

O estranho atentando contra a ex-bolsonarista, deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), que aconteceu enquanto marido dormia no quarto ao lado e não vida nada da brutal agressão. Segundo Hasselmann…

Perdido mais que cego em tiroteio, agora diz que é do Centrão

Agora Bolsonaro diz :”Eu sou do Centrão“, ao defender aliança com bloco que até recentemente, era tachado de “ladrões” durante a campanha eleitoral em 2018. Será o general mais uma carta f…

Pés no “cadafalso e corda no pescoço”; Bolsonaro não governa mais

O mandato do presidente  Jair Bolsonaro está por um triz por uma série de motivos, que vão desde crimes de responsabilidade diante da pandemia, corrupção as entranhas do governo, rejeição recorde e um…

Bolsonaro trocou médicos por alguém disposto a seguir ordens!

O Brasil está sendo governado por um regime teopolítico, totalitário, que aparelhou todos os órgãos estatais com militares e pastores, pessoas dispostas a seguir ordens sem questionar. O presidente fe…

A cloroquina não deu certo e Nise Yamaguchi foi ‘jogada às piranhas’

A pesar de participar do governo negacionista, Antônio Barra Torres, presidente da Anvisa, manteve-se fiel à ciência e foi de encontro a ideologia do presidente Jair Bolsonaro, fornecendo detalhes da …

  •  
  •  
  •  
  •  
  •