fbpx

Depois de ignorar a morte de 10 mil CPFs ele fará churrasco com os amigos do centrão

Hoje 08/06, foi mais um recorde de mortos pelo Covid-19 no país, que já soma 10 mil mortos e ainda estamos no início da pandemia. E daí? O presidente não está preocupado com as mortes dos CPFs, mas com os CNPJs dos ricos empresários; para tanto, fez uma escandalosa caminhada a pé rumo ao STF para pressionar o magistrado e pedirem flexibilização do isolamento social sob o pretexto de salvar a economia e os empregos.

Em meio a uma hecatombe se inicia, o presidente que é ‘patriota e evangélico’, ungido pelos religiosos para salvar o país de supostos ‘comunistas’, anunciou que no próximo sábado faria um churrasco com 30 amigos. Seria uma comemoração pelos acordos com o centrão para livrá-lo do impeachment e pela decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que derrubou as decisões que obrigavam a apresentar os resultados dos seus exames de coronavírus.

Um presidente que chama uma pandemia de ‘gripezinha’ e intercede somente a favor dos ricos; comemora a morte de milhares de brasileiros com um churrasco, sem o menor constrangimento ou sentimento de dor pelas famílias das vítimas, não é um ser humano; não é digno do cargo que ocupa. Ele se livrou do impeachment mas pode ser condenado pela pandemia e por colocar os países vizinhos em risco. Bolsonaro é um psicopata que adotou a política da morte (necropolítica) para alimentar o velho sonho de genocida que desejava a “morte de 30 mil’, na ditadura.