EX-PREFEITO DE TOBIAS BARRETO SE ACOVARDA E ABANDONA LULA NO MOMENTO MAIS CRUCIAL

É nas horas cruciais que se conhece o valor de um homem público e quem são os verdadeiros amigos. Quando se fala: “companheiro”, um linguajar tipicamente petista, significa que existe reciprocidade, confiança e idealismo entre eles. Mas não é o caso do ex-líder petista tobiense, Dilson de Agripino, ex-prefeito Tobias Barreto pelo Partido dos Trabalhadores por duas vezes consecutivas. Dilson, que teve o apoio de Déda, Lula, Dilma e dos parlamentares petistas sergipanos, trai os “companheiros”, abandonando o barco no momento em que o PT mais precisa dele. Enquanto isso, o governador Jackson Barreto, que não é petista, demonstrou apoio a Dilma até o fim, chamado os apoiadores do impeachment de golpistas, e agora, manifestou a sua solidariedade ao Lula, publicamente.

A filiação de Dilson a um partido que ajudou tirar o PT do poder, demonstra o seu desprezo pelo seu eleitorado e pelos seus ex-companheiros de partido. Não ser solidário a quem deve tanto politicamente, em um momento tão crucial, é um ato de grande covardia. Tobias Barreto foi contemplado com várias obras, inclusive com o projeto “Minha Casa Minha Vida”. O ex-prefeito vivia jurando lealdade ao legado do ex-governador de Sergipe, no entanto, mostrou mais uma vez que faz jus à fama de “traíra”. Dilson, traiu todos os deputados petistas dos quais, recebeu emendas e sustentação para os seus dois mandatos, além trair o seu eleitorado.

Deixe seu seu comentário

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER