fbpx

Janaína joga a toalha, reconhece o fracasso do governo de direita e aponta o culpado

Janaína Paschoal e Miguel Reale Júnior, autores do processo de impeachment contra a ex-presidenta Dilma Rousseff, entram para a lista dos arrependidos por ter votado em Bolsonaro. Ambos criticaram o presidente por sua postura diante da pandemia do coronavírus e pediram o seu afastamento da presidência.

A parlamentar havia explicitado publicamente seu apoio a Bolsonaro em 2018, mas atualmente defende o impeachment, e no Twitter, reconheceu que o governo de direita fracassou e aponta Olavo de Carvalho, seu desafeto, como o principal culpado