DILSON DE AGRIPINO COMEÇA PERDER TERRENO PARA DINÁ ALMEIDA E O CENÁRIO POLÍTICO TOBIENSE GANHA UMA NOVA CONFIGURAÇÃO

Cresce as adesões a campanha da candidata à deputada que que se comparta como mãe de família, sem agressões, boas maneiras, mas com muita convicção. Todos estão surpresos com pique e o dinamismo dessa mulher, que não para. O ritmo da campanha cresce com novas e importantes adesões. O povo começa a vislumbrar a representante das mulheres na política, com reais chances de ser eleita.

Diná não grita e nem precisa dançar ou fazer gracinhas para conquistar votos, pois fala aos corações. O nervosismo e os ataques cada vez mais agressivos da oposição, não são à toa. A oposição tem motivos de sobra para ficar desesperada; está perdendo terreno e aliados para Diná Almeida, com muita rapidez. Dilson traiu amigos e o partido que o colocou no poder.

Franco Ramos, Lindalice, Gierman e Dr. Luciano Marques, fundadores do PT de Tobias Barreto, aderiram ao projeto da primeira-dama, candidata à deputada estadual. Vardinho da Roma, traído pela segunda vez, subiu no palanque ao lado de Diógenes e soltou o verbo. O discurso de que Dilson foi o melhor prefeito e fez mais do que todos, não convence mais.

O povo já começa a entender que foram obras do governo federal e que só foram possíveis graças aos governos: Lula, Déda e Dilma, durante os oito anos de mandato, e que mesmo assim, não conseguiu eleger o seu candidato à sucessão. O ex-prefeito não faz milagres e nem fabrica dinheiro. Apesar de todas as felicidades e o apoio que teve do governo federal, provou que é incompetente e desorganizado. Deixou a prefeitura quebrada e um rastro de obras inacabadas.

Deixe o seu comentário

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER