O secretário de insfraestrutura Danilo Campos desmente Dilson de Agripino

Após a matéria do TCE/SE ser veiculada em vários veículos de comunicação, o ex-prefeito Dilson de Agripino, líder do grupo de oposição, e que detém uma “rádio comunitária” que usa quase que exclusivamente para fazer política partidária, utiliza a internet da Câmara, cedido por seu aliado, para se justificar, fazer política partidária e atacar o prefeito Diógenes Almeida.

Mas logo em seguida é desmentido nas redes sociais pelo secretário de Infraestrutura, Danilo Campos, que publica documentos. Parece que o ex-religioso, Dilson, foi contaminado pelas más companhias; pois o seu vocabulário não é mais o mesmo. Cínico e com um linguajar vulgar, inadequado para um deputado, usa o espaço e o tempo dos vereadores para fazer política partidária e atacar o prefeito.

Pede que a Administração faça em dois anos, o que ele não foi capaz de fazer em oito. Mente descaradamente e é aplaudido pelos puxa-sacos, enquanto o secretário publica as seguintes informações:

“Hoje ouvi de uma pessoa dizer que foi deixado um convênio com a FUNASA para abastecimento de água na região do saquinho, pau de colher, água boa, cancelão, borda da mata e candeias. Esqueceram de dizer que o mesmo teve vigência encerrada em 28/04/2016. Mesmo sendo um convênio de 2012 (TC PAC 406/2012) em 4 anos o mesmo não foi sequer iniciado. Ou seja, o município devolveu R$ 2.447.021,39 (dois milhões quatrocentos e quarenta e sete mil vinte um reais e trinta e nove centavos), e a população dessas localidades continuam sofrendo com a falta de água. Se falar de outras obras, mostrarei a verdade aqui também”. (Danilo Campos)

Deixe o seu comentário

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER