Os moralistas sem moral construirão uma ponte para o futuro de quem?

O poder corruptor do capitalismo selvagem, hipocrisia da sociedade com o falso moralismo e seus Rebeldes sem causa, são fatores que determinarão o futuro de uma sociedade doente. Perdido e sem rumo, o brasileiro médio se torna vítima da sua ignorância política. O futuro é incerto, por falta das discussões de políticas de interesse comum. A juventude terá que enfrentar um sistema cada vez mais desigual, com a perda dos direitos trabalhistas e aprovação da terceirização da mão de obra. O bem “comum” está fora de moda, é coisa de comunista, afinal, estamos numa selva baseado apenas no consumismo e na especulação financeira, onde tudo é tratado como mercadoria.

Retrocedemos nas lutas de classes, perdemos as conquistas sociais e não temos a quem recorrer. A “casa Grande”, elite econômica brasileira, é formada por herdeiros de colonizadores, senhores de escravos, ladrões de terras indígenas, controladores do dinheiro público, imprensa e educação. Estes, são os únicos beneficiados numa plutocracia, pois possuem recursos para comprar votos, legislam em causa própria. Enquanto isso, os capitalistas sem capital ou rebeldes sem causa, semeiam ódio e intrigas. Quem lucra com a desordem social são os falaciosos líderes político-religiosos, vendedores de ilusão, que fazem política partidária nos púlpitos e meios de comunicação para chegarem ao poder ou venderem votos de fiéis. Teremos uma ponte para o futuro?

Deixe seu seu comentário

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER