PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE TOBIAS BARRETO “VIAJOU” PARA NÃO ENCARAR A SECRETARIA DE SAÚDE DO MUNICÍPIO

Quando se trata da administração pública a coisa precisa ser tratada com seriedade e documentos em mãos. Isso é válido tanto para os gestores quanto para os fiscalizadores, os vereadores. Não dá mais para engolir, parlamentar que é pago para zelar pela coisa pública, usar o seu mandado apenas para fazer politicagem barata. Lugar de oba oba é no circo e não na Casa do Legislativo.

Ultimamente alguns vereadores da bancada da oposição vem utilizando a tribuna e a emissora de rádio para enganar a opinião pública com denúncias vazias, principalmente na área da saúde, onde os avanços são visíveis. Mas nada como organização e transparência, somando a competência, para rebater os disparates. A administração de Diógenes Almeida não foi agraciada pelo PAC2 do governo federal, como foi o caso de ex-prefeito, que por sinal, não geriu os recursos devidamente e deixou obras inacabadas e com problemas na justiça.

A UBS do Poço da Clara é um exemplo da falta de transparência do ex-prefeito. O relatório diz que 80% da obra estava paga, mas auditorias comprovaram que apenas 51% da obra tinha sido concluído. Onde foi parar o dinheiro? Ninguém soube responder. A verdade é que o governo deu um prazo para que o dinheiro fosse devolvido e o caso foi parar na justiça, onde o ex-prefeito responsabilizou a falecida Fátima Ramos, que por sinal, não tinha acesso as informações sobre o andamento da obra, tudo era controlado por uma pessoa misteriosa que tinha a senha. Mas para o bem da população, a obra vai ser concluída pelo atual gestor, assim como fez com as outras.

Hoje, 23/04/19, a secretária de Saúde Emanuelle Hora, compareceu a Câmara para uma Sabatina, pronta para responder a todos os questionamentos dos paramentares. A secretaria foi técnica e direto ao ponto, numa demonstração de organização, transparência, e acima de tudo, competência. A oposição que procurava chifre em cabeça de cavalo, apresentou apenas dois áudios do programa de rádio, (missa encomendada) onde o mesmo sujeito se passava por pessoas diferentes, fazendo denúncias impossível de se comprovar. Emanulle Hora respondeu a todos os questionamentos satisfatoriamente e anunciou novos avanços na área da saúde para os próximos dias.

Deixe seu seu comentário

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER