Suplemento do Orçamento foi aprovado na CCJ – vitória do povo Tobiense

Em Tobias Barreto, algumas ações básicas e indispensáveis para a população, e que antes eram executadas com verbas federais, agora serão executadas pelo Município com recursos próprios para que o Município não pare de atender a demanda. A prefeitura tem dinheiro em caixa, mas só pode ser remanejado com a autorização do Poder Legislativo, por isso, o prefeito Diógenes Almeida mandou uma emenda para que fosse aprovada pela Câmara de Vereadores.

No entanto, havia a resistência por parte da oposição em não aprovar, por questões partidárias; felizmente houve a participação popular e a oposição entendeu que a aprovação era necessária porque envolvia uma grande responsabilidade social. A vereadora Elisângela Campos, líder da oposição, tentou emplacar uma emenda substitutiva, liberando apenas 8,5%, um valor abaixo do requerido pelo gestor, mas que foi superada pela que foi apresentada pelo Vereador Magno Araújo, com 11%.

Suplementação Orçamentaria Municipal é a autorização dada pela Câmara, para que o Executivo possa usar de maneira remanejada, parte dos recursos do Orçamento aprovado no ano anterior e que não foram gastos devido a anulação de projetos ou ações previstas no cronograma administrativo.

A Sessão foi bem conduzido por Júnior Cisneiros, que presidiu a Mesa da CCJ – Comissão de Constituição e Justiça, sendo o projeto democraticamente debatido antes da votação. Aprovado na CCJ irá para o plenário na terça. O Destaque foi Magno Araújo, que de maneira técnica, demonstrou porque o valor deveria ser no mínimo 11% e não, 8,5%. Quem ganhou com o resultado foi o povo.

Deixe o seu comentário

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER