fbpx

Tenente-coronel é afastado e PMs são presos em ação de combate à ‘milícia’

Um oficial de alta patente foi afastado e seis policiais militares foram presos temporariamente nesta quinta-feira (29), durante uma operação com mandados deferidos pela 1ª Vara Crime e Execuções Penais da Comarca de Paulo Afonso, a pedido do Ministério Público do Estado (MP-BA). 

A Força-Tarefa denominada Alcateia investiga o envolvimento dos acusados, lotados no 20° Batalhão da PM-BA, em diversos crimes como, homicídios, tráfico de drogas, tortura e extorsão.  A milícia era supostamente liderada pelo tenente-coronel Carlos Humberto da Silva Moreira, autodenominado “Cachorrão”, que ficará afastado por 180 dias.

O grupo que atuava na divisa da Bahia com Sergipe é acusado de envolvimento na morte de pelo menos 13 pessoas na região, e faturava entre R$ 700 mil a R$ 1 milhão por mês com as atividades criminosas. Os mandados de busca, apreensão e prisões temporárias foram cumpridos em outras cidades.

Fonte: Bahia Notícias