Traído pelo próprio partido Maia paga o preço da covardia

Traído pelo próprio partido (DEM), Rodrigo Maia deixa a presidência da Câmara humilhado após a mais longa permanência na direção da Casa. Como um dos arquitetos do golpe parlamentar que derrubou Dilma Rousseff, Maia sucedeu Eduardo Cunha (2015-2016) na presidência da Câmara.​ Derrubou a partilha do pre-sal aprovada ainda no governo Lula e livrou a cabeça de Michel Temer durante o escândalo da JBS, em 2017 e garantia a sua permanência no cargo (2016-2018).

Desde que Bolsonaro assumiu a presidência da república, Maia, não o incomodou, favorece a agenda neoliberal que agradou o mercado financeiro e engavetou os 59 pedidos de afastamento de Bolsonaro, além de passar o pano nos seus crimes de responsabilidade. O Congresso foi atacado e bolsonaristas fantasiados de “Ku Klux Klan” com fogos de artifícios nas mãos ameaçaram o Supremo.

O próprio presidente da república insuflou manifestação golpista em frente ao QG do Exército, mas Maia não teve coragem de se opor, como ‘defensor da democracia. Se limitou em divulgar uma nota, na qual dizia que não via ameaça de ruptura institucional ou aventuras antidemocráticas. Contudo, mudou o tom somente no final do mandato com a iminente derrota do seu candidato a sucessão

Agora,  fala que houve e há risco de retrocesso democrático no país. Humilhando e chamado de vagabundo por seus ex-aliados, Maia paga o preço por não fazer o que deveria ter feito e sair de cabeça erguida; sai pelas portas dos fundos.

O depoimento da médica Ludhmila Hajjar será esclarecedor

O Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) afirmou que sua equipe protocolou um pedido para que Ludhmila Hajjar, a médica que foi cotada para assumir o Ministério da Saúde em março deste ano, seja…

O que há por trás do empenho do governo na defesa da cloroquina?

Acuado pela CPI do Genocídio, Bolsonaro tentar criar uma cortina de fumaça, colocando o voto impresso para 2022 e ameaça mais uma vez. “Se não tiver voto impresso, é sinal que não vai ter elei…

URGENTE: Gilmar Mendes pauta para hoje suspeição de Moro na 2ª Turma do STF

O julgamento da suspeição do ex-juiz da Lava Jato foi pautado para hoje, 23, pelo ministro Gilmar Mendes, presidente da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido para declarar a susp…

Seria Ciro Gomes um bolsonarista travestido de esquerdista?

Os partidos da esquerda raiz consideram o pré-candidato Ciro Gomes, um impostor travestido de esquerdista. Acreditam que, no fundo, seja é um “bolsonarista”, representante da velha burguesia e d…

O Centrão pode abandonar Bolsonaro e abraçar Lula ou Ciro.

Bolsonaro foi salvo do impeachment graças ao Centrão, após ter fechado um acordo conforme a tradição da velha política, envolvendo a concessão de cargos. O bloco já havia sido alvo de crítica…

Bolsonaro continuará no comando da Saúde do país

O paraibano Marcelo Queiroga é formado em medicina e tem especialização em cardiologia, mas o critério adotado por Bolsonaro é que o novo ministro seja um bolsonarista raiz, para que ele continue…

Apoie com o valor que desejar através do Pix: contato@jornalismo.online
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Marcações: