Um presidente que sabota a Saúde do próprio país e quer que o povo faça o mesmo

Não há dúvidas que haverá uma crise econômica mundial por conta da pandemia do novo Coronavírus e o Brasil não tem como escapar disso, pois não temos governo. Os números atualizados de mortes no mundo pelo Coronavírus chegam a mais de 100.000 pessoas. O Brasil Já soma 19.638 contágios e 1.057 mortes. No entanto, o presidente ignora esses fatos e volta a circular pelas ruas de Brasília, quebrando as regras de isolamento e incentivando a população a fazer o mesmo, com a clara intenção de sabotar o Ministério da Saúde do próprio país.

Para desinformar a população e atingir os seus objetivos, ele conta uma poderosa rede de desinformação conhecida como “gabinete do ódio”, liderada por seus filhos. Através das redes sociais, em especial, o Whatsapp, incentivam a população sair do isolamento, o único meio eficaz conter o avanço do vírus. Espalham fake news sobre a suposta cura da doença pela cloroquina, sem nenhuma comprovação científica; sendo que alguns os hospitais de países como a Suécia por exemplo, já interrompem uso do medicamento por causa de efeitos colaterais.

O trabalho de desinformação e o mal exemplo do presidente têm surtido efeito. A população de várias cidades já começa sair do isolamento no momento em que a doença avança com velocidade e ainda não chegou ao seu pico de contagio; o pior nos aguarda, pois o país está desgovernado. Veja o momento em que o presidente que não governa, sai pelas ruas sem máscara e nenhum tipo de proteção, limpando nariz com o mesmo braço que cumprimenta uma pessoa idosa.